Nuno Aroso

Nuno Aroso (Porto, 1978) é actualmente reconhecido como um dos mais activos percussionistas. Desenvolve a sua carreira focado na difusão da nova música, colaborando activamente com inúmeros compositores dos mais variados quadrantes estéticos e de diferentes pontos do globo. Resulta dessa colaboração o crescimento de um repertório próprio e idiossincrático que, simultaneamente, contribui para o desenvolvimento da literatura da percussão enquanto área instrumental e perfomativa. Tocou em estreia absoluta mais de 100 obras e gravou parte deste repertório em inúmeras edições discográficas. Peter Klatzow, Peter Ablinger, Oscar Bianchi, João Pedro Oliveira, Luís Antunes Pena, Matthew Burnter, são alguns dos nomes que têm escrito para Nuno Aroso. Apresenta-se como professor, membro de júri,  intérprete, em variados eventos em Portugal, França, Alemanha, Bélgica, Espanha, Itália, Eslovénia, Brasil, China, Tailândia, África do Sul, Argentina, Grécia, Suécia, Inglaterra, Canadá, Bulgária, Tunísia, Escócia, Canadá, Coreia do Sul, Japão e Chile, entre outros. Particularmente motivado para o enriquecimento e renovação do concerto enquanto espectáculo completo e multidisciplinar, desenvolve com frequência relações artísticas com outras disciplinas: Dança, Cinema, Teatro, Literatura. O compromisso com a música de câmara, assim como o interesse pelo experimentalismo e a improvisação, levam Nuno Aroso a colaborar com variados colectivos um pouco por toda a Europa. Durante os últimos anos, criou uma série de duos temáticos com outros artistas, propondo-se explorar a capacidade de adaptação da percussão quando em diálogo com diferentes entidades sonoras. Os projectos para a presente temporada incluem a gravação de um documentário (france tv), edição de um livro e de uma colecção de álbuns sobre estes trabalhos temáticos em duo. Serão também lançados três discos com primeiras gravações de obras para percussão solo. Na agenda estão passagens por palcos Europeus, Norte-americanos, Sul-americanos e Asiáticos. Nuno Aroso é licenciado pela ESMAE com a classificação máxima e prosseguiu estudos em Estrasburgo e Paris. É doutorado em música, com a tese The Gesture ́s Narrative - Contemporary Music for Percussion. Lecciona na Universiade do Minho e estende a actividade pedagógica em masterclasses e seminários em universidades, conservatórios, festivais de percussão, um pouco por todo o mundo. Nuno Aroso é artista Adams, artista Zildjian e toca com baquetas Elite Mallets.

Organização

Arte no Tempo
Atelier de Composição

Apoios

DGArtes
Teatro Aveirense
Câmara Municipal de Aveiro

Outros Apoios

DeCA - UA
DME
INESC
Orquestra das Beiras
UMINHO
ESMAE
JLM
Antena 2

Redes Sociais